(46) 3524-2653

[email protected]

Rua Peru Nº 1301 - Miniguaçu

Francisco Beltrão, PR

Seg / Sex: 8h às 17h30

ABERTO AGORA

Notícias

Municípios e PM terão ações conjuntas contra covid-19, decide Comitê de Crise da Amsop

O Comitê de Crise em Saúde se reuniu novamente, nesta quinta-feira, 27/05, na Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop). Dessa vez, a pauta foi o cumprimento do novo decreto do governo do Estado, que amplia as medidas de isolamento e distanciamento sociais a partir desta sexta-feira, 28/05, com o toque de recolher antecipado para às 20h.

 

Na reunião, que foi conduzida pelo vice-presidente da Amsop e prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana, presidente da Comissão de Saúde da Amsop e prefeito de Dois Vizinhos, Luís Carlos Turatto, e coordenador do Comitê de Crise, Elói Schlikmann, com a presença do comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar de Francisco Beltrão, Major Edson Cechinel, acompanhado pelo Tenente Anderson, e do subcomandante do 3º Batalhão da Polícia Militar de Pato Branco, Major Vicente de Carvalho Junior, o Comitê e as autoridades policiais acordaram um trabalho mais rigoroso e integrado da PM e equipes de fiscalização das prefeituras para o cumprimento do decreto estadual 7.716/21.

 

“Já informamos a todos os prefeitos que é muito importante que o trabalho de fiscalização para o cumprimento do decreto tenha uma integração muito sólida entre a Polícia Militar e os fiscais das prefeituras”, declarou Cleber.

 

“Vamos intensificar, principalmente, as ações de fiscalização de trânsito. Porque, muitos leitos que poderiam ser utilizados por pacientes com covid, hoje estão ocupados por pessoas que se envolveram em acidentes de trânsito. Mas, também, a parte de investigação do nosso serviço reservado para acabar com festas clandestinas”, informou o Major Edson.

 

O coordenador do Comitê de Crise comunicou, durante a reunião, que, atualmente, existem 19 pessoas aguardando um leito de UTI no Hospital Regional. E, também, reforçou a prática de ações como a compra de medicamentos pelos municípios através de consórcios de saúde (ARSS e Conims) e o reforço nas equipes de fiscalização das prefeituras com pessoal remanejado de áreas como Cultura e Esporte, que estão com as atividades reduzidas em razão da pandemia.

 

“É importante que as pessoas observem que o novo decreto altera o toque de recolher para a partir das 20h, e, a partir desse horário, a Polícia Militar vai abordar quem estiver pelas ruas, inclusive pedestres, que devem apresentar uma justificativa plausível para estarem circulando”, alertou Major Vicente.

 

Para o presidente da Comissão de Saúde da Amsop, o fator complicador no momento é a falta de consciência dos jovens, que ainda não estão vacinados e continuam a fazer aglomerações nas áreas urbanas e rurais. “Eu peço, encarecidamente, para a nossa querida juventude, que dê um tempo nas festas, nos encontros, inclusive nas casas, e também nos alagados e campings. Porque vai haver multa, apreensão e crime de responsabilidade contra a saúde pública”, advertiu Turatto.

 

Na reunião, também estiveram presentes os demais integrantes do Comitê de Crise: Helton Pfeiffer, Patrícia Mallmann Brocardo e Claudete Meurer. Bem como, os diretores da Amsop, José Kresteniuk e Claudemir Freitas. O Comitê de Crise voltará a se reunir na Amsop, na segunda-feira, 31/05.