(46) 3524-2653

[email protected]

Rua Peru Nº 1301 - Miniguaçu

Francisco Beltrão, PR

Seg / Sex: 8h às 17h30

FECHADO AGORA

Notícias

Em Nova Prata do Iguaçu, piscicultura se destaca com vacinação de tilápias em tanques-rede

A piscicultura no sudoeste ganha cada vez mais espaço e, uma das vitrines, é a vacinação de tilápias criadas em tanques-rede, na Piscicultura Caxias. Localizada no interior de Nova Prata do Iguaçu, mais precisamente na Linha Guarani, desenvolve um método pioneiro no sudoeste, que, de acordo com o proprietário da piscicultura, Jean Carlo Kuligowski, previne a infecção dos peixes pela bactéria streptococcus, que provoca a morte em massa das tilápias.

 

Atualmente, a produção da Piscicultura Caxias está em 100 toneladas de tilápia para abate ao mês, e 300 mil peixes juvenis de até 30 gramas mensais. E, essa fartura na produção, está diretamente ligada à vacinação. “O peixe se desenvolve mais rápido, fica mais resistente, e não corremos o risco de uma mortandade da criação. É um divisor de águas para a piscicultura no sudoeste”, complementou Kuligowski.

 

O ciclo ocorre da seguinte forma: os alevinos chegam à piscicultura com peso entre um e dois gramas. Quando atingem o peso de 30 gramas, os peixes são retirados dos tanques-rede, mergulhados em um anestésico e, depois, óleo de cravo, para, em seguida, receberem a vacina. Por fim, uma máquina faz a seleção das tilápias por tamanho para devolvê-las aos tanques.

 

O criatório também é pioneiro no Brasil na vacinação de alevinos por imersão, com o uso de uma tecnologia espanhola. Nesse caso, a imunização é direcionada para a imunização dos peixes através das mucosas das brânquias, boca e pele. “Esse método de vacinação, contribui para um melhor crescimento e redução da taxa de mortalidade de alevinos”,

 

Kuligowski deu início às atividades da piscicultura em 2015, e, hoje, possui mais de 400 tanques-rede. A produção é comercializada com frigoríficos em Francisco Beltrão, Quedas do Iguaçu, Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

O criador segue expandindo as atividades, com investimento na construção de tanques para a criação e posterior comercialização de alevinos. A Piscicultura Caxias firmou uma parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR), campus de Foz do Iguaçu. E, a partir de 2022, quatro estagiários dos cursos de engenharia de aquicultura e tecnologia de aquicultura serão enviados para a piscicultura, que também irá se tornar uma unidade de demonstração do IFPR.

 

“Iniciativas como essa são sempre muito importantes para diversificarmos a economia do município. E, certamente, a Administração Municipal se coloca à disposição para apoiar e fomentar esses empreendimentos que geram emprego e renda para a população”, afirmou o prefeito de Nova Prata do Iguaçu, Sérgio Faust.

 

Na visita técnica ao criatório, estiveram presentes o prefeito de Nova Prata do Iguaçu, Sérgio Faust, o diretor-administrativo da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), Claudemir Freitas, acompanhado pelo assessor de imprensa da entidade, Guilherme Del Zotto, e o chefe do Núcleo da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) de Dois Vizinhos, Alexandre Bianchini.

 

Galeria de fotos no Facebook da Amsop. Clique aqui